quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Ver.

Postado por Laryssa Saboya às 09:43


Ela é diferente, gosta de ouvir Patrick Swayze, Roxette, Cyndi Lauper e outras bandas que quase ninguém ouve. Gosta de ler, tirar fotografias e de ficar parada, olhando pro nada, pensando em nada. Sabe como ninguém discutir os assuntos mais relevantes da sociedade. Pra ela o atentado as torres gêmeas não passou de um golpe dos Estados Unidos. Tem algumas opiniões bem formadas e outras bem malucas. Assiste filmes de história, mas gosta de assistir comédia romântica de moletom comendo chocolate. Ela não bebe, não fuma. Aprendeu com os pais respeitar os outros e a si mesma. Gosta de animais, o seu favorito é o cachorro, por sinal, ela tem um, mas quer ter outros. Ela adora cantar, dançar e cozinhar, por falar nisso ela tem um livro de receitas todo escrito a mão. Ela visita a avó e pede a benção. Briga com pessoas injustas que encontra no caminho, parece uma cobra que vai dar o bote a qualquer momento. Toma coca-cola, come bata com ketchup. Rir, desesperadamente, até chorar de algumas comédias que a mãe conta. Defende seus poucos amigos com unhas e dentes. E pasmem ela gosta de desenhos animados. Não gosta de lugares conturbados. A melhor hora do dia pra ela é a noite. Ama conversar, aprender coisas novas. Fica tão atenta as pessoas que parece estar entrando em transe. Ela não frequenta igrejas, mas acredita em DEUS mais do que muito gente que anda por lá. Adora escrever, sobre tudo, sobre nada, sobre qualquer coisa. Se veste diferente de muita mulher. Anda diferente de muita mulher. Fala diferente de muita mulher. Pensa diferente de muita mulher. Os amigos perguntam: Cadê seu namorado? E ela de maneira meio desconcertada diz: - Não tenho. E as pessoas meio que boquiabertas, ficam se perguntando por que alguém tão interessante não tem um namorado? Mas ela é tão feliz, tão radiante, tão contagiante, tão confiante, que as pessoas esquecem que alguém como ela não precisa de um companheiro pra ser inteira, ser perfeita. Ela quer casar, ter gêmeos, mas as prioridades da vida dela são outras. Ela não que encontrar um homem, ela quer encontrar um campeão. Vai na praia, passa protetor, ver o mar, entra na água e saí com o cabelo todo cheio de sal. Ela é bonita e sabe disso, mas o elogio que mais gosta de ouvir é: - Você é muito interessante. Não importa o que eu disser aqui, você nunca vai entender, ela é diferente.

Laryssa Saboya in meu eu.

7 comentários on "Ver."

Catia Bosso on 18 de outubro de 2012 11:15 disse...

Olá!!!

Passando pra conhecer e ja ficando...


grata por sua visita...

bjsMeus
Catita

MARILENE on 18 de outubro de 2012 11:56 disse...

Fiquei feliz com sua visita. Seu espaço também é muito lindo. Bjs.

MARILENE on 18 de outubro de 2012 11:57 disse...

Um jeito de ser baseado no sonho e na simplicidade dele. Bjs.

Anne Lieri on 18 de outubro de 2012 12:35 disse...

Lari,as diferenças a tornam linda e cativante!Adorei o seu texto!Bjs e meu carinho,

Luzia Medeiros on 19 de outubro de 2012 04:11 disse...

As suas palavras são como melodia, acalenta, é doce, suave. Gostei das características, eu tenho algumas delas.

Parabéns pelo blog e pela escrita.

beijos. Seguindo.

Kellen Bittencourt on 19 de outubro de 2012 12:11 disse...

Oii Lary, obrigado pela visita e comentário, já fiquei com vc, adorei seu texto, como é do bem essa menina que descreveu, adorei! bjoosss

O Leão da Montanha on 30 de outubro de 2012 16:51 disse...

Ser diferente é ter a autonimia de viver como quiser, de ter os próprios gostos e guiar pelas próprias estradas. A diferença tem a sua peculiaridade, torna a pessoa mais especial.

Beijos

Postar um comentário

E quem pode comigo quando eu digo tudo o que sinto?

Template by:

Free Blog Templates