segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Romance.

Postado por Laryssa Saboya às 15:51

Passou pela bochecha e caiu em um pedaço do chão, a esperança do mundo em um derramamento desajeitado. Oh, ela deita em sua cama e olha para uma forte luz branca, e pensa que o seu coração não está bem, porque o amor tomou-lhe a mão como um ladrão, tomou seu coração como um assaltante e os sentimentos que a assustam se tornam um alívio. Só me deixe correr onde eu quero correr, apenas deixe eu amar quem eu quero. Em um instante seu coração está morto, você tem que perguntar com toda essa dor. Foi seu coração muito mole? Foi o seu amor em vão? Foi teu beijo muito fraco? Eram seus olhos muito apertados? E muito jovem para estar apaixonada? Porque não existem regras para este amor, basta manter a sua cabeça e não desistir, como todos os tolos que jogam isso inteligentemente. Perca a sua cabeça apenas para o seu coração, apenas para o seu coração.

Copeland

5 comentários on "Romance."

Débora Panterellas on 27 de setembro de 2010 16:24 disse...

Perguntas persistentes, não? [...]

Gostei muito daqui! Obrigada pela tua visita flor, volte sempre! Beijão.

Ana SS on 27 de setembro de 2010 19:03 disse...

Olá!
Agradeço a visita ao significantes.
Gostei do seu espaço tb. Te seguindo!

Pelo amor ou pela dor .. ! * on 28 de setembro de 2010 20:19 disse...

liiiindo !

mais amor, por favor. on 1 de outubro de 2010 11:40 disse...

Copeland é meio mágico. Adorei!

Andressa Tavares, on 1 de outubro de 2010 17:46 disse...

aaah, eu acho que eu já não tinha mais cabeça se eu fosse seguir só meu coração.
kk

Postar um comentário

E quem pode comigo quando eu digo tudo o que sinto?

Template by:

Free Blog Templates